26 semanas e risco de trombose

26 semaninhas completas.

Mas com o avançar da gravidez, também têm começado os problemas. Primeiro a notícia dos diabetes gestacional e agora o risco de trombose ou trombofilia.

Há 6 anos atrás a minha mãe sofreu um AVC, de modo que devido a este histórico familiar a minha obstetra mandou-me efetuar o teste. Dada a associação entre trombofilias hereditárias e tromboembolismo venoso, este grupo de alterações pode trazer complicações na gravidez. Uma associação entre as trombofilias hereditárias e a trombose útero-placentária pode levar a morte fetal, pré-eclâmpsia, restrição de crescimento fetal e descolamento prematura de placenta. Trombofilia inclui situações associadas com um sindrome de hipercoagulabilidade e consequente risco aumentado de fenómenos trombo-embólicos. O teste consiste em medir a concentração das proteínas em causa (doseamento plasmático da proteína C, proteína S, complexo trombina e antitrombina III (TAT), homocisteína), e a presença de mutações no factor V Leiden, o que requer um teste genético.

No que diz respire à análise de TAT, consiste num teste efectuado a cada 4 semanas, para ver a evolução dos valores de complexo trombina – antitrombina III, complexo que está directamente relacionado com o síndrome de hipercoagulabilidade.

Aqui fica aqui o gráfico, TAT (ug/L) versus SSW (semanas de gestação):

Ou seja, no primeiro teste que fiz às 22 semanas o valor de TAT era 3.2 ug/L, mas o segundo teste, às 26 semanas, deu um valor aumentado, 5.1 ug/L. estando entre a curva normal e o risco. Dados estes resultados o médico mandou-me logo iniciar a tomar de Aspirina Cardio 100 mg/dia.  No próximo dia 2/11 farei novo teste, e aí veremos como estão os valores do complexo TAT.

Na próxima quinta-feira, dia 15, tenho nova consulta para avaliarmos os resultados dos níveis de glicemia e decidir o que fazer relativamente ao recurso a medicação ou não.

Anúncios

3 pensamentos sobre “26 semanas e risco de trombose

  1. Olá…
    Possas, não bastava uma coisa….. tinha de ser outra….
    Mas não há preocupação, muitas meninas têm esse problema, quando detetado precocemente está tudo controlado.
    Desejo tudo de bom.
    Beijinho!

  2. Pingback: Gravidez após infertilidade | VIDINHA Mia Tua Nossa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s